Main menu

Ressonância Magnética

Método de diagnóstico por imagem que não utiliza radiação. A imagem de alta definição dos diferentes órgãos é obtida quando o paciente é submetido a um campo magnético e são emitidas ondas de radiofrequência por antenas chamadas bobinas. Um complexo programa de computador processa os dados e a imagem é vista em um monitor.

Existem dois tipos de equipamento: de campo aberto (mais confortável, exame mais demorado e limitado) e de campo fechado (desconfortável para claustrofóbicos, mais rápido, maior definição de imagem).

Materiais metálicos devem ser mantidos distantes, pois trata-se de um campo magnético potente. Além disso, este exame não pode ser realizado em portadores de marca-passo cardíaco, alguns tipos de prótese, stent vascular, etc.

É um exame excelente para avaliar o sistema nervoso central, músculos, tendões, ligamentos, articulações, abdômen, etc. Devido ao tempo longo para aquisição da imagem, o exame é limitado em órgãos em movimento, como coração, pulmões ou alças intestinais. O exame é realizado com ou sem administração de contraste paramagnético conforme cada patologia a ser investigada.